sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Sigo de Viagem


Às vezes existe a simplicidade numa margem
quando tudo é incerto na necessária coragem,
Poderia ser simplesmente mais uma passagem
ainda guardo o teu bilhete mas sigo de viagem.

Às vezes existe o arrepio que vem da aragem
quando a lágrima desliza  mas seca selvagem,
Poderia ser somente engano numa carruagem
ainda guardo o teu lugar  mas sigo de viagem.

Às vezes existias tu e eu  sem a maquilhagem
quando tudo era céu e a cores sem barragem,
Juntos o balão de ar quente de cada miragem
ainda guardo o teu sopro mas sigo de viagem.


________
Vamaloso
________

Foto : Google

Sem comentários:

Enviar um comentário