sábado, 21 de agosto de 2010

Ser contra natura


É contra natura
Todas as minhas leis de esforço,
Porque sei da lei das coisas da vontade
Pode ser mais que física…

É contra natura
Todos os meus amores de façanha,
Porque sei do amor das coisas de verdade
Pode ser mais que química…

É contra natura
Todas as minhas belezas efémeras,
Porque sei da beleza das coisas na idade
Pode ser mais que idílica…

Ser contra natura
Por vezes escrita conscientemente…
É a minha natureza pura
Ás vezes proscrita simplesmente…

________
Vamaloso
________

Foto : Google

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Dança da noite


Dança de sonhos que despertam, que elevam…
Árvore dos contos, seiva da memória em folhas,
Sombras libertas na noite, páginas que navegam…
Tronco dos ensejos e os meus ramos são ondas!

São espaço livre do que existe de mais profundo…
Esse olhar, o teu, que me leva numa dança louca,
Sem sonhos não dançaria estrela no meu mundo…
Esse sol, no meu sonho vem da lua da tua boca!

________
Vamaloso
________
Foto : Google

domingo, 8 de agosto de 2010

Eram pedras...


Era um corpo de pedras vítreas refrescantes
nesse teu olhar onde sede ficava só comigo,
Era uma catapulta de pedras toscas errantes
nessas palavras que não acertavam contigo.

Era o espelho de pedras indelével esculpido
nesse teu rio que fugia sempre para o mar,
Era um colar de pedras invisível esquecido
nessas contas acordei sem o fio para amar.
________
Vamaloso
________

Foto : Google