domingo, 24 de abril de 2011

Na nossa varanda



Na varanda, das nossas almas
Embalamos a chama no peito;
São ferventes, de águas calmas
Nas noites de amor perfeito.

Na varanda, das nossas causas
Embriagante bebida de almas;
Melodiamos amor sem pausas
Canto e êxtase nossas palmas.

Estrela, o teu espelhar de amar
Uma rosa de chuva que treme...
Celeste, o meu corpo por voar
Um ramo de vento que geme...

Na nossa varanda, de olhares estendidos ao longe...
Na nossa varanda, de palavras voadoras em ponte...
De todos os nossos anseios!

Na nossa varanda, os beijos florescem em sussuros...
Na nossa varanda, os desejos saltam sem muros...
Em todos os nossos devaneios!
________
Vamaloso
________

Foto : Google

sábado, 9 de abril de 2011

Velejando ...


Essa vaga de pele, do nosso aperto em caravela
Essa chaga de fel, patamar dum enredo à janela...
Sem penas voei na palavra escrita do teu corpo
E não foi apenas na quente barca do teu porto...

Voar abraçando corpo, minha pele em ti são brasas
Nunca é tarde libertar meu coração e dar-lhe asas...
Nunca é tarde, soltar as amarras que alma embarca
Velejando por tudo o que o meu amor por ti abarca!...
________
Vamaloso
________

Foto : Google