sábado, 18 de junho de 2011

Noite alta


Varanda de infinito céu...
Sorriso duma lua à janela,
Brisa do mais fresco véu...
Noite alta que se faz bela.

Sem meu som não durmo...
No meu sonho a tua voz,
Sem teu corpo não rumo...
No teu fruto a minha noz.

Num pestanejar de desejo...
Quando a noite vai alta,
Num mar, a ilha de ensejo...
Quando me fazes falta !...

________
Vamaloso
________

Foto : Google

Sem comentários:

Enviar um comentário