sábado, 23 de outubro de 2010

Aurora



Numa bolina sem sentido a desmaiada proa chorou
o momento sem rasgo de luz do inventor da hora,
sem ré perdeu porto e encalhou quina no que amou.

Num banho inesperado de resplandecente aurora
uma colher da alma num charco de mágoa secou,
a cicatriz cura no tempo quando a dor se evapora !

________
Vamaloso
________

Foto : Google

Sem comentários:

Enviar um comentário