sábado, 4 de setembro de 2010

Sonho


Nunca saberei a que horas chegas
sempre tarde quando te quero cedo,
Sempre vens e sempre aconchegas
nunca partes sem mais um segredo.

O meu sonho é árvore em vaga de um poema,
espuma viva que beija terra e planta um verso!

________
Vamaloso
________

Foto : Google

Sem comentários:

Enviar um comentário