sábado, 21 de março de 2009

Volúpia

Num fruto de amor e de alma
cresces por volúpia na virtude,
lanças esse arrepio sem calma
e rodopias em doce queixume.

Ar perfumado de água e terra
danças por querer saber viver,
estremeces no grito da guelra
e abraças leito até amanhecer.
________
Vamaloso
________

Foto: Google

Sem comentários:

Enviar um comentário