sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Uma Janela

Não me lembro deixar de contar,
depois de tanto voar á janela.
Para ver de alto a tua pele adormecida,
por um arrepio de um azul de desejo aquecido,
pela felicidade devolvida em brancos de sonho.
Só sei que peço sempre uma janela.
________
Vamaloso
________

Foto: Google

Sem comentários:

Enviar um comentário